LiveZilla Live Chat Software

Relatos Eróticos

Acontecimento Inesperado

Inner Club

agosto 13th, 2014

0 Comentários

Somos um casal bonito, eu com 36 anos, alto e loiro, ela com 31 anos, morena, linda e hoje muito completa em termos de sexo, topa tudo a dois, adora que eu foda sua boquinha, bucetinha e cuzinho, região alias na qual ela tem um tesão enorme, gozando toda vez que encho seu cuzinho de porra.
No começo de nosso relacionamento o sexo era muito constante e satisfazia a a ambos, mas depois dos filhos e sete anos de casado, o sexo ficou apenas semanal e morno… Começamos a reacender o tesão através da leitura de relatos eróticos e falando de nossas fantasias na hora do sexo.

Após muitas fantasias contatos ao pé do ouvido entre nós dois, nas vezes em que fizemos sexo, fomos alimentando o desejo de realizar as mesmas fantasias na vida real. Uma fantasia que sempre nos deixou muito excitados na hora do sexo, era a de irmos a uma casa de swing e ver o que podia rolar. Nos amamos muito e somos fiéis e sinceros um com o outro, se houvesse insegurança de alguma das partes, concordamos que não haveria nenhuma pressão ou cobrança.

Bem, vamos lá, era um sábado e resolvemos sair para curtir a noite, normalmente até encarávamos uma balada ou barzinho normal. Saímos para jantar e decidir depois o que fazer, durante a conversa, resolvemos que finalmente poderíamos conhecer uma casa de Swing, pois já tínhamos pesquisado na internet e sabíamos que Moema era o point das casas de swing e o mais bem falado era um tal de Inner Club.

Minha esposa, para minha felicidade além de bonita e simpática tem muito bom gosto para roupas, e por sorte naquela noite estava com um vestido que apesar de parecer ser discreto, permitiria um acesso muito fácil as suas lindas pernas e deliciosa bundinha, e com sempre suas lingeries sempre eram ousadas e minúsculas, mesmo sem saber que íamos curtir uma noite num clube de swing ela esta preparada para a ocasião.

Chegando lá, fomos atendidos pelo hostess da casa que nos levou para conhecer a casa toda, seus espaços, salas etc. Ficamos cerca de uma hora no bar bebendo, observando os casais liberais flertando e vimos a um show com os strippers.

Até então estávamos nos descontraindo, sem muita emoção ou desejo rolando, pois não vimos nada ou nenhum casal que nos despertou interesse, nem tínhamos visto nenhum casal transando.
Perto das 1h30 da manhã decidimos ir embora, mas antes resolvemos dar uma , chegando naquela sala que tem véus, como estava vazia, já dentro da cabine pedi a minha esposa Bruna que me fizesse um boquete, coisa que minha esposa adora fazer, engolindo todo o cacete até a base e massageando a glande com a garganta, fazendo que no momento do gozo ela engula toda a porra completamente, deixando o cacete limpinho, uma verdadeira mestre no assunto.
A iluminação do local é bem fraca e demorou bastante até que nos pudessemos enxergar mais ou menos direito. Assim me posicionei sentado no pequeno sofá que lá havia e ela, de joelhos no chão e virada de costas para a cortina de entrada da cabine, iniciou sua deliciosa chupada.
Logo que ela começou a enfiar cada vez mais fundo na garganta o meu cacete (18cm), um homem de uns 35 anos entrou na sala e levemente colocou sua mão sobre as costas de minha esposa, tanto eu como ela ficamos sem reação num misto de medo e surpresa, mas não impedimos este contato, permitindo que o Homem continuasse. A minha esposa continuou a chupada que estava me dando no cacete, enquanto o homem iniciou lentamente avanços em minha esposa, primeiro levantando o vestido dela e passando as mãos nas costas dela, depois passando as mãos pelas pernas e chegando em sua bundinha e subindo novamente pelas costas, por debaixo do vestido ate alcançar os seus seios. Nisso minha esposa , com meu cacete todo dentro da boca, me olhava, ajoelhada, quase que implorando com os olhos, olhar que hora eu interpretava como se fosse para permitir que o homem continuasse o que estava pretendendo fazer e ora interpretava como se fosse para impedir que aquilo continuasse.

Como ela gemia e sugava cada vez mais forte o meu cacete, interpretei que era para continuarmos. Deixei. Assim ele lentamente se posicionou de joelhos ao lado dela e foi abaixando a tanguinha minúscula que ela usava e levantando completamente o vestido, expondo sua linda bucetinha, costas e deliciosa bunda na direção da cortina, que nesta hora ainda estava fechada mas que vez ou outra aparecia um homem ou casal e, por alguns segundos se deliciava com a cena que estava rolando. Esta visão quase me fez explodir de tesão e gozar na boquinha dela, mas segurei firme, pois muita coisa ainda eu ainda queria presenciar…O homem então, sem que minha esposa percebesse, tirou seu cacete, cerca de 20 cm e muito grosso, para fora e foi lentamente inserindo os dedos na bucetinha de minha esposa, o que pude acompanhar pelos suspiros e gemidos dela. Primeiro um dedo…entrando e saindo da linda bucetinha dela… depois dois dedos…entrando, alargando e saindo da molhada bucetinha dela , enquanto que o cacete, duro, dele, roçava e já babava na perna da minha esposa. O tesão dela foi ficando tão intenso que eu podia ouvir ela gemendo alto, mesmo com o meu cacete todo enterrado dentro da garganta dela. Eu estava nas nuvens e ela também. Nesta hora, pude ver que com uma mão ela mesma conduzia a mão do homem com mais e mais força para dentro da bucetinha dela, que a comia com os dedos e ela coordenando os movimentos com seu corpo, rebolava nas mãos daquele Homem enquanto me engolia completamente o cacete com a boca . Não pude agüentar mais e explodi num gozo que encheu sua boca e garganta de porra, o que fez com que ela me agarrasse firmemente as coxas, me empurrando de encontro a sua boca, impossibilitando que me afastasse e engolindo todo o meu gozo sem deixar uma gota sequer no cacete, ao mesmo tempo em que apertava com forca os dedos do Homem dentro de sua bucetinha e gozava na sua mão. Devido a minha extrema excitação meu cacete continuava duríssimo e naquele momento toparia tudo para vê-la tendo mais e mais gozos. Na intenção de faze-lá engolir mais porra, pois eu sei que uma das fantasias dela e chupar e engolir a porra de outro Homem na minha frente, pedi para que ela se levantasse e se sentasse no meu cacete e se virasse de costas para mim, o que a colocaria de frente com o cacete do homem, que nesta hora já estava de pé esperando o que seria a sua melhor chupada na vida, mas neste momento, devido ao número de curiosos que já abriam a cada minuto a cortina da cabine, o medo se mostrou mais forte que a excitação e resolvemos parar por ai…e deixar para um segundo momento essa e outras fantasias.

Bem o que rolou depois,e nas nossas próximas idas ao Inner Club fica para outros relatos.

Tags:, , , , , , , , , , , , , , , , , , ,