LiveZilla Live Chat Software

Relatos Eróticos

Escapadinha com a Vizinha

Inner Club

agosto 13th, 2014

0 Comentários

Eu sempre tive vontade de conhecer um lugar desses, mas não tinha como ir: não havia nem a oportunidade nem a companhia.

Mas numa determinada semana de Março acabou acontecendo. Eu fiquei uma semana sozinho em casa e a Claudia estava meio que separada do marido. Ela tinha saído de casa e estava morando com uma amiga. Era uma chance única e chamei-a, que também tinha a mesma curiosidade.

Eu já tinha tudo preparado, escolhi o Inner Club. Lá perto tem hotéis bem pertinho, então encontrei com a Claudia após o trabalho e fomos para lá. Nos hospedamos no hotel, tomamos um banho, namoramos um pouco e então fomos para o clube. Os dois estavam nervosos e é engraçado que nosso primeiro programa juntos foi para um clube de swing. Desde que nos conhecemos na vizinhança nunca tínhamos ido nem a um cinema.

O lugar é muito legal, nós fomos recepcionados por um anfitrião que nos mostrou todos os ambientes e as regras.

O primeiro ambiente era uma boate onde nós ficamos e fomos conversando e bebendo para descontrair. Como falei, era a primeira vez que saímos juntos e como os dois estavam de aliança parecíamos um casal normal num clube de swing. Estava vazio e aos poucos foram chegando outras pessoas. Um pouco depois começou um show de strip-tease de um casal. Eles dançavam, tiravam a roupa e vinham pra perto das pessoas, podíamos tocar neles… E passei a mão na garota, nem me lembro onde e a Claudia me deu uma cutucada. (foram várias até o final da noite:). Este casal stripper transou o que foi muito excitante.

Ficamos um pouco na boate e depois eu a chamei para ir para o labirinto. Havia vários corredores, em alguns as paredes tinham buracos para você poder tocar em quem estava do outro lado. Tudo na maior escuridão, você não conseguia ver os rostos das pessoas, mas tinha muita gente lá… andando pra conhecer, observando, casais no maior amasso… entrando mais um pouco havia um cômodo minúsculo com um banco acolchoado… E dois casais já transando… Eu a puxei pra lá abri a calça e pedi pra ela me chupar… Ela ficou sem graça, mas veio… Ela chupa muito gostoso, estava uma delicia, principalmente pela situação…

Estava muito escuro, mas dava pra ver a mulher ao meu lado com as pernas abertas e o cara em pé metendo nela… era uma branquinha, parecia ser bonita.. Nisso eu comecei a chegar minha mão perto dela, comecei a encostar as costas da mão na perna dela, no tornozelo, tudo muito devagar, temendo ser recusado… A Claudia percebeu e me deu outro cutucão, me chamando atenção, mas eu fui de novo e comecei a alisar a perna dela com as costas da mão, a sensação era indescritível, eu nunca me imaginei numa situação daquelas e estava tocando outra mulher com uma me chupando… Muitooo bom… Ela não esboçou reação, na escuridão não dava para ver o seu rosto, mas imagino que estava adorando… Fiquei sem coragem de ir adiante… um pouco depois nós levantamos e eles também… O cara tinha me visto eu tocando a mulher dele e pegou nos seios da Claudia e apertou… Uma coisa meio seca, meio bruta, ela não gostou e olhou pra mim pedindo ajuda… então eu a abracei e tirei dali.

Voltamos para a boate, a Claudia quis beber um energético, tomou vários durante a noite, e nós conversamos um pouco… nisso chegou um grupo de amigos que parecia freqüentar o lugar a bastante tempo. Entre eles tinha uma loira linda, super sensual, acabou me chamando a atenção. A Claudia reparou que fiquei olhando pra ela e me cutucou de novo, me disse várias vezes para ir até ela, mas eu sou tímido demais pra isso e não iria atrás de outra mulher estando com ela, mesmo estando num clube de swing…

Depois de um tempo nós fomos para outro ambiente. Era um conjunto de saletas, em frente a ele havia treliça por onde se podia assistir o que os casais estavam fazendo. Lá eu vi uma cena que nunca vou esquecer, duas garotas faziam um 69 enquanto eram comidas pelos parceiros, um de cada lado… ou seja, a mulher chupava a buceta da outra, e o cara metia e depois ela pegava no pau dele e chupava, lambia o saco… E os caras iam alternando entre comer a mulher e dar pra outra chupar… Outro casal transava do lado… Uma gemeção ousada… A cena era muito bonita, hipnotizante para quem nunca tinha visto algo assim ao vivo.

Eu disse que sou tímido, mas só pra umas coisas… já que estava lá eu puxei a Claudia para uma sala coletiva, ela não queria ir mas eu insisti e ela acabou indo…abaixei a calça e ela veio me chupar… Muito louco fazer isso com um monte de gente olhando… Então eu comecei de novo a me aproximar de uma das mulheres que estava sendo comida do meu lado… Nem lembro em que posição ela estava exatamente… Mas repeti o mesmo ritual de antes… Aproximei minha mão… Como não vi nenhuma negativa comecei a alisar a perna dela. A Claudia percebeu e me cutucou de novo, mas eu insisti e fiz… Adoro quando a Claudia me chupa, e ela adora chupar também… e no meio daquela situação toda eu estava mais excitado ainda.. Tive de me segurar muito pra não gozar… um pouco depois ela me pediu pra sair dali e meio a contra-gosto eu fui.

Uma das coisas que achei mais interessante é que quando você pensa num clube de swing dá pra imaginar todo mundo andando pelado pra lá e pra cá, mas não era o que acontecia… Todo mundo estava com as roupas arriadas, desarrumadas, mas bastava levantar e se ajeitar para ir transar num outro ambiente qualquer ou voltar pra pista de dança. As mulheres iam de saias ou vestidos curtinhos e os homens apenas abriam a calça e arriavam do jeito que eu tinha feito antes. Só em algumas salas eu vi pessoas totalmente nuas.

Numa delas tinha um sofá poltrona redonda enorme que cabiam vários casais… e um cara gordão chupava uma morena. Num outro lado tinha um visor de vidro para quem quisesse olhar do corredor. Lá, um casal transava, a mulher sentada no colo do cara, mexendo e rebolando de forma bem lenta e os dois se beijando muito. Parecia que tinham muita intimidade porque fazia tudo muito devagar, com muito carinho, como se não tivesse ninguém olhando, mas tinha pelo menos umas 10 pessoas apreciando da janela minúscula. Eles estavam dando um verdadeiro show, e nesse momento, ainda no corredor eu reparei uns cinco caras em volta de uma mulher. Estava escuro e eu me aproximei e vi que era a loira que eu tinha olhado antes e a Claudia me disse: “- Vai lá também, você não quer?”. Como eu era de fora e também em respeito a ela não fui. Pela quantidade de caras a loira devia gostar muito do negócio.

Depois disso andando de novo, ficamos na boate e uma mulher veio sentar perto de mim e ficou me olhando, a Claudia saiu de perto pra ir ao banheiro pra ver o que ela fazia e ficou eu naquele dilema de me aproximar e a Claudia ficar com ciúmes. Achei que naquele dia era melhor só olhar mesmo… Ela voltou e nós fomos dançar, nós gostamos muito um do outro e aqueles momentos, a despeito de toda a sacanagem em volta, estava tudo sendo muito romântico para os dois. A gente dançava agarradinho e a Ivete Sangalo cantava “Quando a chuva passar, quando o tempo abrir…”. Até hoje me lembro desses momentos quando escuto essa musica.

Depois de muito insistir levei a Claudia de novo pra parte privê e já estava mais vazio, eu me sentei novamente e pedi pra ela me chupar. Ela veio e começou a me lamber, chupava, passava a língua nele, eu pedia pra ela passar meu pau no rosto e olhar pra mim. Enquanto isso eu fazia carinho nos cabelos dela, massageava os seios, parava ela um pouco e a beijava. Perto de nós outro casal começou a fazer a mesma coisa. O cara, muito mais velho que a garota ficou em pé, com a mulher chupando ele agachada. Foi começando a juntar gente pra olhar e nós então saímos.

Às 04h acabou tudo e nós voltamos para o hotel pra dormir um pouco até o dia amanhecer. Quando chegamos no quarto e deitamos, nós começamos a nos beijar e acariciar.

O clima foi esquentando e ela, que tinha bebido mais do que devia, me pediu pra transar com ela e eu que também estava afim depois de tanta coisa coloquei uma camisinha e comecei a meter. Metia devagar e sempre beijando, passava a língua nos seios, dava mordidinhas (adoro fazer isso), beijava o ombro, subia pelo pescoço, beijava a boca. Ela gemia, estava adorando tudo aquilo… Pedi pra ela virar de quatro e meti muito gostoso nela assim… Puxava o cabelo dela, chamava ela de minha puta… Gostosa… Metia e enfiava o dedo no cú dela, ela adorou quando eu fiz isso… ela gemia o tempo todo.. Estávamos os dois suados, gemendo até que gozamos quase juntos… Tomamos um banho e fomos dormir.

Acordamos cedo no outro dia e voltamos para nossas vidas com uma experiência super excitante em nossas lembranças.

Tags:, , , , , , , , , , , , , , , , , , ,