LiveZilla Live Chat Software

Relatos Eróticos

Safados Mesmo Depois de 3 Anos sem Swingar

Inner Club

agosto 13th, 2014

0 Comentários

Parece estranho, mas assim que casamos já começamos a gostar de novas experiências, mesmo nos completando totalmente na cama. Somos safados mesmo!

Na última segunda-feira, depois de um intervalo de quase 3 anos, por causa do nascimento da nossa primeira filha, voltamos a frequentar uma casa de swing. A casa escolhida foi o Inner; onde tivemos uma de nossas melhores noitadas de sacanagem da vida.

Chegamos no Inner por volta das 22h. Deixamos nossos pertences e ficamos surpresos ao perceber que era cedo, mas a casa já estava bem movimentada, com praticamente todas as mesas ocupadas ou reservadas por se tratar de uma segunda. O público era variado, desde casais jovens, as cachorras e potrancas desfilando pelo salão ao lado com seus saltos altos de 15 centímetros e rapazes aos montes, casais de coroas e até um ou outro casal bem mais maduro.

Com sede de prazer, fomos logo fazer nossa primeira passada pela área privativa dos casais. Entramos pelo labirinto e percebemos que já haviam outros casais rondando o ambiente. O labirinto do Inner é digno do nome e de tão extenso e escuro, dá pra realmente se perder. Chegamos a uma poltrona redonda coletiva e ali havia uns 3 casais e destes, 2 assistiam e um transava, se exibindo, sem a interferência de ninguém.

Eu estava cheia de tesão e quando dei por mim uma mulher veio e começou a me beijar e a lamber o pescoço, chupou meus seios e enfiou a língua na minha boca, outra mulher me beijava e chupava junto comigo os paus que surgiam na nossa frente e ao chupá-los aproveitávamos para trocar beijos de língua e nos acariciar. Depois ela puxou minha cabeça e enfiou a xaninha na minha cara, lambi, agarrei, mordi e chupei com muita vontade. O tesão foi aumentando, já não conseguia mais me coordenar, já não conseguia mais pensar em nada e a sensação era quase insuportável, sentia meu corpo adormecendo, os nervos estavam esticados ao máximo, parecia que eu estava pegando fogo. Procurei meu marido e vi que ele estava metendo em uma mulher e chupando outra, que estava sentada no seu rosto e esfregando a xana escancarada sobre sua boca e então gozei … gozei… gozei, intensamente, maravilhosamente.

Seguimos para um breve intervalo e momento de hidratar, mas logo ouvimos anunciar uma diversão que é um ônibus e corremos para esta tal plataforma rumo ao prazer…

Neste ônibus, não sei quantos paus me penetraram, somente me lembro que quando dois gozavam dentro de mim e tiravam fora, outros ocupavam o espaço deixado em um revezamento contínuo, e que outros tantos gozaram na minha boca, outro nos seios, nas costas, no pescoço, no rosto, tinha fila para me comer, e quando me deixaram sozinha, de todos os buracos do meu corpo escorria minha porra e eu só cheirava a sexo.

Após nos restabelecer de novo, fomos nos limpar e por todo o meu corpo tinha marcas de chupões, apertos e mordidas, me vesti e fomos embora e em casa ainda trepamos várias vezes recordando o que ocorreu e todo dia lembramos e trepamos… Queremos voltar em breve pra vivenciar muito mais.

Tags:, , , , , , , , , , , , , , , , , , ,