LiveZilla Live Chat Software

Relatos Eróticos

Sexo na Cadeia Erotica

Inner Club

agosto 13th, 2014

0 Comentários

Meu nome é Sandra mais todos me chamam de Sandrinha por ser toda pequenininha, sou casada com Xande 18 anos, somos muitos felizes juntos porque somos companheiros e amantes e adoramos fazer coisas juntos.
O que vou relatar aconteceu em abril de 2013 abril, nós moramos em Curitiba, ele trabalha em uma empresa e viaja muito, eu trabalho em uma empresa multinacional e no meu setor tem muitas mulheres e sempre fui ouvindo minhas amigas, o que começou a me despertar um desejo de conhecer uma casa de swing, mas não como esta aqui de Curitiba. Elas falavam muito de uma casa de swing de SP, uma tal de INNER CLUB. Me confidenciavam que esta casa era muito excitante pelos seu vários ambientes que existiam como tal de labirinto, glory hole, sala escura da cortina, cinema erótico, elevador erótico, onibus, e uma tal de cadeia erotica que minhas amigas me falavam e me deixavam com tesão ao citar a tal cadeia erótica.

Certa noite comentei com meu marido Xande sobre a vontade que eu tinha de conhecer uma casa de swing, ele ficou meio assustado mais com o passar dos dias convenci ele a me levar, falei que tinha curiosidade mas falei que tinha que ser a de SP INNER CLUB, a casa que minhas amigas me indicaram, falei a ele que elas disseram que esta casa era muito excitante.

Embarcamos em um sábado para SP, chegamos por volta do meio dia, e já fomos direto para um hotel em moema perto da inner, descansamos um pouco e saímos a compra. Enquanto ele passeava pelo shopping eu entrei em uma loja de sex shop para comprar um modelito para a noite que eu esperava com muita excitação, comprei uma blusinha bem sexy com um decote para os meus seios ficarem bem a mostra, uma micro calcinha branca e uma mini saia branca transparente e colada, vi que eu iria ficar um tesão de mulher, ainda mais com meus atributos morena pequena, seios fartos bunda GG, pernas torneadas e cabelos longos e negros. Já estava me imaginando, voltamos para o hotel descancar ate a noite.

A noite chegou, nos arrumamos, meu marido se vestiu normal e eu também pois não quis assustar ele com a roupa que comprei para ir na inner, então guardei a roupa na minha bolsa, e saímos em direção a casa noturna, lá fomos recebidos por um rapaz que se propoz a nos mostrar toda a casa, de começo não achamos nada de mais, certo que ainda era 22h, era cedo, então sentamos em uma mesa no salão e pedimos uma bebida, meu marido esta meio cabreiro com tudo aquilo ou seja estava com medo do que poderia acontecer com a sua esposinha tão recatadinha. Quando foi meia noite começou o show de striper no salão, então aproveitei e deixei o Xande assistindo, peguei minha bolsa e falei que iria ao banheiro, fui la me trocar, vesti aquela blusinha que deixava meus lindos seios fartos a mostra, coloquei a micro calcinha branca e a mini saia branca e transparente que deixava toda minha bucetinha raspadinha aparecer e atras, aquela bunda com aquele fiozinho branco entalado, salto alto, coloquei um batom vermelho, estava uma verdadeira perigueti putinha, do jeito que eu imaginei.

 

Então voltei para o meu marido quando ele me viu ficou assustado, me perguntou você esta achando que é puta para se vestir assim, disse a ele que era uma fantasia que eu tinha e agora nesse lugar posso realizar né amor, você vai me deixar amor eu ser uma putinha nesta noite? Ele me respondeu que se eu queria não tinha problema mais ele iria ficar só olhando a sua putinha, e me deu um beijo e me disse no meu ouvido que tava dando tesão nele de me ver assim toda putinha e que ele tinha também uma fantasia que era ver eu dando para outro macho na sua frente. Agradeci meu amor e convidei ele para nós irmos andar pela casa, fomos primeiro ao corredor das treliças onde tem um glory hole, entramos e começamos a nos amassar, aquilo começou a ficar excitante, estava meio escuro, quando estava próximo da parede senti uma mão no vão da minha perna a me acariciar, no primeiro momento me assustei mas comecei a gostar quando aquela mão começou a acariciar minha bucetinha, que dedos deliciosos eram aqueles, compridos que me penetravam, meu marido me amassando e me beijando não percebeu nada, eu já estava louca, gemendo alto, quando levei a mão mais para o lado percebi que ali tinha um pau grosso então comecei a masturba-lo sem que meu marido soubesse, mais era tão grosso e gostoso aquele pau que eu pegava que comecei a ficar fora de mim, então mandei meu marido sentar no banco para eu chupar o pau dele, e sem ele perceber eu comecei a chupar o seu cacete e consegui com jeitinho enfiar minha buceta naquele cacete grosso da parede, dei uma mexida com a bunda e logo comecei a manda-lo para dentro da minha bucetinha que já estava molhada, mais que tesão me deu soquei de uma só vez para traz, mas dei um grito e meu marido me perguntou o que era, falei a ele que o seu pênis tinha ido no fundo da minha garganta, ele riu e mandou eu chupar mais ainda, vá sua putinha chupa e geme ele, nem imaginava que eu tava gemendo era por causa da quela vara grossa que tava me fudendo, antes de gozar paramos e saímos, fomos para a cortinha escura lá o bicho estava pegando, um tesão que estava lá, com um monte de casal na escuritão fazendo a troca de casais, entramos e mandei meu marido me beijar, logo senti que mãos me acariciavam, minha bucetinha estava novamente sendo dedilhada, que tesão, logo senti um cara atras de mim me encochando, neste momento o cara que tava atras de mim, sussurrou em meu ouvido para eu abaixar para frente, para que ele fodesse minha bucetinha, que estava dando agua na boca dele, só de toca la, então sem meu marido perceber empurrei ele para o banco a frente e falei que iria chupar de novo seu pênis, ele falou que tudo bem, então quamdo comecei a chupar meu marido, o cara atras de mim, me segurou pela cintura e começou a me fuder, pense no tesão que me deu na quela escuridão eu chupando meu marido e com medo dele perceber que a esposinha dele tava sendo devorada pelo um cara estranho e que eu estava adorando ser aquela putinha sendo socada como eu sempre sonhei, não parava de gozar, então senti dentro de mim que a camisinha do cara encheu com aquele liquido quente, e que ele tinha gozado, então me vesti e peguei o meu marido e saímos como se não tivesse acontecido nada.

Voltamos para o salão, sentamos a mesa e pedimos uma bebida, estava tão fraca, mas ao mesmo tempo com tanto tesão que não demorou muito para irmos novamente, então estava passando das 2h da manha, quando chegamos no onibus, então a coisa começou a ficar boa para o meu marido, quando entramos já veio uma mulher e começou a beijar meu marido e tirou o seu cacete para fora, outra veio e começou a chupar ele esqueceu de mim então resolvi dar uma volta só, quando estava andando me deparei com a tal da cadeia erótica, a qual eu queria conhecer, tinha só um casallogo fui entrando fiquei perto deste casal vendo eles se acariciando, quando do outro lado chegou mais um casal e quando vi eles já estavam em cima de mim, eu no meio deles sem ter como sair, quando os dois caras começaram a me acariciar um pegando em minha bunda e enfiando os dedos em minha buceta, e o outro pegando nos meus seios, comecei a ficar louca de tesão quando fui tentar sair o que pegava em meus seios me tacou um beijo na boca me deixando sem reação e já explodi em tesão, o que me beijava me puxou para frente e pois os meus braços em cima de uma tipo mesa de algema e ficou segurando os meus braços e me beijando e enquanto o que estava atras foi levantando minha mini saia, abriu minhas pernas e mandou a mulher dele chupar minha buceta, eu já não sabia o que fazer, se tentava fugir ou cedia aquele tesão louco que eu estava, então a mulher chupou minha buceta já não aguentando mais de tanto gosar, quando eu percebi que ela parou de chupar a minha buceta, senti uma cabeça grande roçando minha bucetinha, mais aquele cara estava com tanta vontade de me fuder que de uma só vez ele enfiou o cacete em mim, era enorme, até fiquei com medo depois do meu marido perceber que eu tinha cido arrombada por um roludo, mais o caro socou socou, e eu gemia, ele gozou logo, então achei que estava salva agora, engano meu, quando senti que outro cacete estava entrando em minha buceta, olhei para tras e vi que tinha no mínimo cinco homens em fila esperando para me fuder, tentei sair mas o cara que me segurava me xingava de putinha safada, eu não queria ser fudida, agora tome pau, e mandava com que os homens me fudessem com força, pense num cara malvado, pois eu tive que aguentar os cinco quando achei que acabou, o que estava me segurando pelo braço veio e falou agora é minha vez sua putinha cade seu macho para ver eu ti fuder com meus 25cm de cacete, quando ele falou 25 eu me assustei, mas quando vi o tamnho daquele cacete fiquei louca e falei para mim mesma eu quero este cacetão dentro de mim. O cara me posicionou por tras e começou a enfiar em mim eu gritava de tesão de sentir dentro de mim um cacete tão grosso e cumprido, estava me sentindo uma putinha sasfada, a frente da cela encheu de pessoas a olhar, quando dei um grito e olhei para o lado estava la meu marido me olhando, então chamei ele e falei a ele, que o cara tinha me algemado e tinha me obrigado a dar para os seis caras e que esse ultimo o cacete dele era muito grande, então ele me falou “mas você não estava com fantasia de conhecer a casa e a cadeia erótica”, respondi a ele que sim , então ele me disse então aproveita meu amor, se delicie com este cacete dentro de você, e ordenou o cara que me fudesse com força, nessa puta safada, enfia a rola toda nela e ficou segurando as minhas mãos para eu não fugir, mais gozei como nunca gozei em toda minha vida, depois me vesti e fomos para o hotel, transamos a noite toda como nunca tínhamos transado, a partir desse dia nossas vidas e nosso amor aumentou ainda mais, frequentamos casas de swing, uma vez por mês, para nos deliciarmos dos prazeres,

bjs. sandrinha

Tags:, , , , , , , , , , , , , , , , , , ,